Sobre o Portal

logo-2013-housemaster-black

Sejam Bem Vindos!

Este site é a continuação do blog Housemaster que ficava no musicblog, agora fechado indeferidamente… Como as caracteristicas do projeto veio mudando gradativamente, resolvi montá-lo em um sistema mais independente… Com isso as atualizações que eram semanais e divididas por categorias distintas para cada dia da semana sofreram uma mudança no sentido de serem feitas semanalmente… Nisso me proponho a atualizar o site entre 15 e 15 dias.. mas evidente que quando sobrar um tempo melhor ou tiver em mãos uma matéria ou entrevista já feita claro que será colocada no site o mais rapido possivel…

O motivo disso é principalmente a falta de tempo (por minha parte) e também o descomprometimento de alguns…Por isso para que o site não me traga nem um tipo de stress, resolvi fazer essas modificações.. Pois creio que já que estou doando um pouco de tempo para fazer algo que me agrada muito..que são os Set´s Mix´s.. conversar sobre musica e estilos, e ate mesmo colocar meus dvds e outras midias para venda.. entre outros… isso deve ser feito com prazer… e não como uma obrigação…agradeço muito aos meus amigos que de uma certa forma me dão aquela força…mesmo que muitos deles eu nem conheça pessoalmente (amigos virtuais)… para esses meu respeito e admiração… pois os amigos que me conhecem pessoalmente podem tirar suas conclusões sobre mim,,, e se me dão a honra de continuar sendo amigo deles, so resta a mim agradecer….Obrigado !!!!

Então gente boa.. o site tá ai,,, novinho e uma interface muito legal,,, explorem ele..interajam façam a festa..e comentem é claro…isso sempre enriquece muito um site,..

É isso Housemaster na área…

FIKEM NA PAZ DO SENHOR.

A ORIGEM DA HOUSE MUSIC

Pista de dança cheia, o som rolando solto, o DJ mandando bem e, de repente, você pára e surge uma pergunta em sua mente: De onde veio esse estilo? Onde teria surgido? Quem seria o responsável por esse som?

Tudo começou com um DJ nova-iorquino chamado FRANKIE KNUCKLES. Sim, esse nome é a maior lenda da house music, considerado o pai de tudo que rola por aí. Frankie era residente de um híbrido de sauna e nightclub gay em Manhattan, chamado Continental Baths. Frankie, que começou cedo a trabalhar como disc-jockey, ficou saturado da disco e da cena nova-iorquina, decidiu aceitar um convite para trabalhar em Chicago.

Foi tocar num club gay negro que viraria lenda mais tarde, a WAREHOUSE. Jovem ainda, com 22 anos, no ano de 1977, e com espírito em busca de algo novo, colocou em prática nesse club uma coisa que já fazia nos últimos tempos do Continental Baths: reeditar sucessos de disco em fitas de rolo, estendendo alguns trechos da música ou picotando os outros, reformulando assim as músicas para que ficassem mais alegres, pra cima. Em Chicago, aquilo soou tão bem e tão novo que denominaram de HOUSE por causa do nome da casa: WareHOUSE.

As pessoas em Chicago saíam para curtir a música da House, foi ai que surgiu a HOUSE MUSIC. Com o sucesso dessas reedições, Knucles resolveu ir além… com a ajuda de um antigo computador, em um estúdio montado nos fundos do próprio club, começou a programar vários tipos de batidas rítmicas para adicionar naquelas reedições. E ele não era único, vários garotos faziam as suas experiências em computadores, tirando a vantagem que a máquina oferecia e fizeram a revolução musical de Chicago, Detroit e Nova York.

Assim como a disco, a House Music nasceu no meio underground: clubs gays negros, ruas e fundos de quintais (Notem a semelhança do começo da house music com o fortalecimento da cena house brasileira). Ambas começaram a ser produzidas em pequenos computadores, caseiros e com poucos recursos. Existe uma frase que define um pouco a House Music, dita por um dos pais do gênero, o DJ Farley “jackmaster” Funk: “House Music nada mais é do que a disco music envenenada…”.

O primeiro sucesso da house music é “Jack Your Body” de Steve Hurley, em 1987. Na Inglaterra, o estilo chega primeiro à cidade de Sheffield. Em Sheffield estoura nas paradas a música “House Nation”, do House Master Boyz. Um ano depois de fazer sucesso, o estilo começa a gerar vertentes: Acid House, Acid Jazz, Garage e Deep House, entre outros.

O mais duradouro é o Deep House, que usa, principalmente, gravações de cantoras de Soul, chamadas de divas, como base para suas composições marcadas pelo vocal. Destacam-se no Deep House as cantoras: Adeva, Chrystal Waters, Kynn Mazelle, Ce Ce Peniston, Caron Wheeler, Marta Wash, Jocelyn Brown, Loleatta Halooway entre outras. Uma DJ que também merece respeito é Larry Levan, do Paradise Garage.

Agradecemos a sua participação.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Dj Culture. Eletronic Music. Art of Mixing. Video Mix

%d blogueiros gostam disto: